Fotografia

Dicas de fotografia de natureza e vida selvagem para iniciantes


Se você se interessa por fotografia da vida selvagem ou da natureza, é provável que já tenha visto uma foto em algum momento que o deixou completamente sem fôlego. Talvez fosse a fotografia de uma vasta paisagem banhada pela luz dourada do sol da tarde morrendo, ou um close up de algum pequeno milagre natural que você nunca tinha notado antes.

Você pode até se perguntar: “Como eles fizeram isso?”

Paisagem de inverno

Bem, a maioria dessas fotos incríveis surgiu por meio de uma grande dificuldade física, paciência praticada e uma boa dose de sorte.

Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a ficar mais forte na fotografia da vida selvagem e melhor no registro do mundo natural.

Faça sua lição de casa antes de sair

Seja o mais educado possível antes de tirar uma foto. Fazer o dever de casa é uma das partes mais importantes, embora odiadas, da fotografia da vida selvagem. Nunca vale a pena entrar em uma situação e ficar completamente desorientado.

Embora você nunca possa estar totalmente preparado para todos os desafios que enfrentará (isso é parte da diversão), você pode educar-se para aproveitar ao máximo seu passeio com segurança.

Que equipamento embalar

Equipamento avançado não é um requisito. Porém, paciência e perseverança são essenciais. Você não precisa das maiores e mais recentes lentes de zoom ou dispositivos da era espacial para produzir fotografias excepcionais da natureza e da vida selvagem.

Ao mesmo tempo, você também precisa entender as limitações de sua equipe, para ter expectativas realistas e evitar decepções.

Cervo

Esta fotografia foi tirada com a lente do kit 28-135mm que veio com minha câmera depois que eu lentamente e silenciosamente me aproximei.

Prepare-se para o que provavelmente irá filmar. Fazer as malas para um passeio fotográfico pode causar muita ansiedade. É fácil sobrecarregar devido ao medo de não ter equipamento.

No entanto, a embalagem excessiva pode ser ainda pior do que a embalagem insuficiente. Você fica pesado e desconfortável. Você não gosta do que está fazendo, que é um dos erros mais evitáveis ​​que os fotógrafos cometem.

Pesquise os animais e as cenas que você provavelmente encontrará. Decida qual equipe é mais e menos importante para você. Tome decisões, comprometa-se com elas e depois deixe-as ir. Isso tornará a embalagem muito menos estressante.

Se você planeja fotografar vida selvagem, como pássaros e animais assuste-se facilmente, depois leve sua melhor lente de zoom para manter a distância entre você e o assunto.

Você está filmando paisagens ou cenas em que a dissimulação não é uma preocupação? Você pode considerar trazer uma lente de ângulo mais amplo para capturar melhor sua cena.

Em última análise, não existe uma fórmula secreta e nenhuma lente multifuncional verdadeira para cobrir todas as situações. Eduque-se antes de ir para que possa fazer o melhor uso de todas as lentes que tiver.

Uma boa bolsa vale seu peso em ouro

Todo o planejamento do mundo não vale muito, a menos que você possa carregar confortavelmente suas ferramentas essenciais com você. Encontre uma bolsa para câmera que possa transportar facilmente o equipamento de que você precisa e seja igualmente confortável em seu corpo.

As bolsas variam muito em preço e qualidade, mas geralmente você obtém o que pagou. Para maior tranquilidade, você pode considerar uma bolsa semi-resistente às intempéries ou à prova d’água.

Aqui está minha bolsa leve de fotografia da vida selvagem, mostrada com e sem a capa de chuva prática implantada:

Capa da câmera

Leia comentários e encontre uma bolsa que se adapta ao seu corpo, ao seu equipamento e ao passeio planejado. Você terá uma experiência muito mais confortável e agradável.

Falando em conforto:

sapatos

Itens de conforto

Sapatos: um bom par de sapatos ou botas de caminhada é uma das peças mais importantes para qualquer fotógrafo de vida selvagem. Areia, sujeira, lama, água, insetos, rochas e estranhos; você precisa de um par de sapatos ou botas que possam lidar com todos esses elementos.

Seus sapatos devem ser bem ajustados e adequados para longas caminhadas. Se você sentir desconforto nos pés, não demorará muito para começar a pensar em encurtar a viagem.

Prepare uma lista de verificação

É sempre uma boa ideia ter uma lista de verificação mental antes de iniciar qualquer filmagem. Antes de sua partida, pergunte-se o seguinte:

  • São necessárias licenças ou autorizações especiais? Alguns parques nacionais, parques estaduais e santuários de vida selvagem exigem autorizações especiais para acessar certas áreas, especialmente em ambientes rurais.
  • Onde vou estacionar meu veículo? Isto é muito importante. Acredite em mim, se você estacionar seu veículo em uma área não autorizada, você será multado em pesadas. Ou pior, você voltará e descobrirá que seu veículo foi rebocado.
  • Existem restrições de tempo de algum tipo? A maioria das áreas naturais e parques tem horário de funcionamento igual ao de uma empresa. Você pode chegar esperando para fotografar um grande nascer do sol, apenas para descobrir que o local escolhido só estará acessível após o nascer do sol. Lembre-se também de que criaturas selvagens e bichos geralmente são mais ativos no início da manhã ou no início da noite.
  • Quais são as condições meteorológicas esperadas? Isto é um grande problema. Saiba o que esperar quando se trata do clima. Verifique a previsão no dia da saída e, se possível, acompanhe-a ao longo do dia. Nunca se arrisque a colocar você ou seu equipamento em perigo saindo de casa despreparado para o mau tempo.
  • Quais são os horários do nascer e do pôr do sol? Novamente, certifique-se de que os locais onde deseja capturar o nascer ou o pôr do sol estejam acessíveis durante esses horários. Você também deve estar ciente dos horários do nascer e do pôr do sol para ter tempo suficiente para chegar ao seu local e configurar o equipamento antes que chegue a hora.
  • Existem animais, marcos ou estruturas comumente fotografados? Pesquise o que é comumente fotografado na área que você planeja visitar. Encontre um guarda florestal ou membro da equipe e pergunte sobre os lugares menos conhecidos e menos visitados pelos turistas. Saber o que é popular poupará seu tempo e o ajudará a evitar filmar uma cena da mesma forma que já foi feito continuamente. Encontre maneiras de ser criativo e destacar seu trabalho!

Então você pesquisou sua localização e tem uma boa ideia do que esperar. Aqui estão algumas dicas básicas que podem ajudá-lo quando você chegar ao seu destino.

Filme RAW

Shootraw

Se possível, configure sua câmera capturar imagens em formato RAW. Os arquivos de imagem RAW são basicamente não processados ​​(você pode dizer não cozidos), direto do sensor de imagem da câmera. Eles contêm uma grande quantidade de informações de pixels em comparação com arquivos JPEG e ocupam muito mais espaço no cartão de memória. No entanto, essas informações adicionais permitem mais liberdade para fazer ajustes no pós-processamento.

Use o ISO prático mais baixo

O número ISO de sensores de imagem e filme fotográfico está relacionado à sua sensibilidade à luz. A breve explicação é que, em igualdade de circunstâncias, quanto maior o número ISO, menos luz é necessária para fazer uma imagem.

Infelizmente, com maior sensibilidade à luz vem maior ruído de imagem. Na maioria (mas não em todas) as situações, você desejará usar o ISO mais baixo possível. Isso não significa que você deva ter medo de aumentar o ISO. Freqüentemente, é necessária uma velocidade de obturação rápida para capturar animais selvagens em movimento rápido, e o aumento do ruído é muito menos perceptível do que uma imagem borrada.

Use o modo AF contínuo (AI Servo) ao fotografar a vida selvagem

Afservo

O foco automático (AF) pode ser seu melhor amigo ou pior inimigo. No entanto, quando se trata de fotografar a maior parte da vida selvagem, o foco automático é uma ótima ferramenta!

Animais e pássaros, especialmente a variedade selvagem, estão em constante movimento. Eles mudam de posição e aumentam ou diminuem o zoom egoisticamente, sem prestar muita atenção na foto que você está tentando compor com tanto cuidado. Isso é quando Modos AF-Contínuo e AF-Servo Ser útil.

Embora tenham nomes diferentes dependendo da marca da câmera, essas configurações cumprem o mesmo objetivo: mantêm um objeto em movimento constantemente em foco.

Posicione o ponto de foco selecionado no assunto e pressione o botão do obturador até a metade para ativar o AF. O foco será rastreado enquanto você seguir o objeto enquanto mantém pressionado o botão do obturador. Leia o manual da câmera (você já fez isso, certo?) Para obter informações detalhadas sobre os recursos de foco automático específicos para o seu modelo e como cada modo pode ser selecionado.

Não se esqueça do tripé

“Eu realmente não pensei que precisaria do meu tripé” são palavras que geralmente começam uma história triste sobre como uma foto potencialmente ótima foi perdida. Na maioria das situações de fotografia de natureza e vida selvagem, um tripé é sempre uma boa ideia. É melhor ter acesso a um tripé e não precisar dele do que precisar e não ter um disponível. Encontre o tripé mais leve e compacto que seja robusto o suficiente para lidar com a configuração da câmera.

Aprenda para que você possa se preparar. Prepare-se para poder fotografar. Fotografia para que você possa crescer.

Fotografar a vida selvagem pode ser difícil, mas também pode render grandes recompensas artísticas, pessoais e até espirituais. Então vá lá e divirta-se fazendo o que você faz, mas não se esqueça de abaixar a câmera de vez em quando para curtir o mundo ao seu redor.

“A natureza nunca sai de moda.” – Desconhecido





Source link

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar