Fotografia

Membro em destaque: Tracy Anderson


Nota do editor:

Tracy Anderson faz um trabalho maravilhoso ao criar intimidade entre o espectador e o sujeito. Às vezes, isso é realizado com um olhar penetrante diretamente na lente da câmera e outras vezes com uma expressão, enquadramento deliberado ou iluminação cuidadosa. O efeito geral é de cuidado e conexão, algo que muitos fotógrafos lutam para conseguir há anos. -J

Tracy Anderson: fotografia

Quem é você e onde você mora?

Sou Tracy Anderson e moro em Austin, Texas.

Como (e quando) você começou na fotografia? Em resumo, conte-nos a história de sua jornada fotográfica.

Isso não é algo que se desenvolveu no início mim tempo de vida. Sinceramente, não sabia o que me interessava há anos. Eu estava tão focado na minha carreira e criando filhos, que senti que não tinha tempo para realmente pensar em outra coisa. Sempre adorei tirar fotos e sempre soube como as excelentes fotos de outros artistas me afetavam, mas nunca mais pensei nisso. Quando meus filhos cresceram, meu namorado me incentivou a fazer aulas de fotografia e foi a melhor coisa que fiz. Finalmente encontrei algo que amava e estava ansioso para aprender tudo sobre isso (e isso não acontece comigo!). Consegui meu primeiro DSLR e eu saí de lá. Tomei duas aulas na Austin School of Photography e depois pratiquei o máximo que pude. Sou muito grato por minha filha e meu vizinho (os assuntos de muitas das minhas imagens) e por sua paciência comigo durante meu processo de aprendizado.

Quem (ou o que) foram suas principais influências e inspirações fotográficas?

A única pessoa que mais me inspirou é meu namorado. Seu hobby era fotografar filmes por muitos anos e suas imagens sempre me inspiraram. Eu assisti como ele fazia retratos das crianças e adorei as imagens em close e os detalhes que ele conseguiu obter com cada rosto. Eu não estaria onde estou hoje sem sua inspiração, apoio e perseverança para me levar a essas aulas.

Adoro fotografia de retrato em photo.net, particularmente o trabalho de Ulla Wolk. Seus retratos são lindos. Também tenho que mencionar Jacynthe Curtis, um colega fotógrafo que me incentivou ao longo do caminho.

O seu portfólio Photo.net é principalmente preenchido com imagens de retrato. Como você começou com esse tipo de fotografia?

Na minha primeira aula de fotografia, nosso instrutor perguntou a cada um de nós em que tipo de fotografia estávamos interessados ​​e minha resposta foram imagens de paisagens e cores. Quando comecei a aprender mais sobre fotografia e como realmente usar a câmera corretamente, pratiquei com meus filhos e meus vizinhos e persegui todas as amigas da minha filha quando elas vieram. Durante os anos seguintes, durante as aulas, desenvolvi um amor por rostos, especialmente em preto e branco. Adoro olhar para os detalhes de cada rosto e conhecer realmente a pessoa interior apenas a partir da imagem.

Explique como você vê seu trabalho e o que o atrai a tirar a fotografia que tira.

De perto e pessoal. Gosto de envolver todas as pessoas antes e durante as filmagens e, quando sou bem-sucedida, isso aparece em todas as imagens. Se eu conseguir que meu assunto não pense em tirar a foto que está sendo tirada e apenas abrir, posso capturar essa imagem “de perto e pessoal”. Eu realmente acredito que nos conectamos e aprendemos muito sobre uma pessoa através de seus olhos.

Você já trabalhou como fotógrafo profissional? Se “não”, por que não? É algo que você gostaria de fazer? Se sim, você gostaria de poder fazer mais desse trabalho? O que contribui ou tira a sua fotografia?

Sim, tive a sorte de conseguir vários empregos: contratados por famílias para tirar retratos de seus filhos, eles me pediram para tirar retratos de paisagens para impressões de parede (isso foi um pouco desafiador!) E sessões de fotos comerciais. Eu tenho um “trabalho diário”, então trabalho o máximo que posso por um lado. Por enquanto, não posso mudar o que faço, mas um dia eu adoraria praticar fotografia em tempo integral. Ter uma carreira sem fotografia limita o tempo que posso gastar aprendendo e trabalhando em novas idéias, mas faço o meu melhor.

O que você mais gosta em fotografia?

Adoro interagir com novas pessoas, especialmente crianças. Eles trazem muita alegria a tudo e não têm inibições na frente da câmera. Eu tenho um emprego no escritório, então não conheço novas pessoas com muita frequência. Também adoro as respostas que recebo ao fornecer as imagens ao cliente. Uma resposta que se destaca: “Uau, isso é [bleeping] linda e essa foto me faz chorar. “Você não pode obter uma resposta muito melhor que essa!

Qual foi a técnica fotográfica mais recente que você aprendeu ou dominou? E qual é a próxima técnica fotográfica que você gostaria de aprender?

Durante meus cursos de fotografia, apenas tocamos um pouco na iluminação do estúdio. Quando comecei, era muito dependente da luz natural. Alguns anos atrás, comecei a usar spots e softboxes e aprendi por tentativa e erro, da melhor maneira que aprendi. Adoro as imagens em preto e branco que fiz com a iluminação do estúdio.

Eu adoraria fotografar as estrelas à noite! Estou impressionado com muitas dessas imagens, especialmente as cores que são obtidas do céu à noite. Estou determinado a tentar fazer isso no meu tempo livre (então volte em cerca de 6 anos).

Qual foi o equipamento fotográfico mais útil que você comprou? Qual é o próximo equipamento que você deseja adquirir?

Não foi uma compra, mas ganhei um Sigma ARTE Lente de 50 mm no concurso de retratos photo.net. É a minha lente favorita absoluta e não posso sair de casa sem ela. Minha próxima peça que eu gostaria de comprar é a Nikon full frame DSLR (Talvez o próximo prêmio no concurso photo.net?).

O que há na bolsa de sua câmera em um dia típico?

Minha Nikon D3100, lente Nikkor 18-200, Sigma ARTE Lente de 50 mm (minha favorita), lente Rokinon de 85 mm, alguns cartões extras, uma bateria extra, pano de limpeza e batom, é claro.

Qual é o seu procedimento típico de download / armazenamento / classificação / processamento? Onde você armazena / faz backup de suas imagens? Quais programas você usa para processamento adicional?

Quando mencionei anteriormente que ter um emprego em tempo integral tira a minha capacidade de aprender o máximo que posso, essa é provavelmente a minha maior fraqueza. É tão difícil acompanhar a tecnologia quando há muito o que fazer! Meu D3100 não possui uma conexão sem fio; portanto, quando chego em casa após uma sessão, baixo imediatamente o meu CRU imagens para o meu computador. Verifico todas as imagens (tomo cargas) e apago as que claramente não funcionam. Depois, revisto novamente e encontro as imagens que realmente se destacam e inicio o processamento. Eu confio principalmente no Photoshop Elements 12 para toda a renderização e também adoro as ações de Bellevue. Normalmente, envio mensagens de texto para o cliente o mais rápido possível (os clientes adoram). A partir de agora, guardo minhas imagens no computador e volto ao armazenamento externo.

Que conselho ou incentivo você tem para alguém que acabou de iniciar sua jornada fotográfica?

Pode ser um desafio no começo quando você publica suas imagens para comentários (em qualquer mídia social). Você aprenderá e melhorará continuamente suas habilidades, portanto, não desanime se não receber o feedback que procura imediatamente. Com o tempo, você criará seu portfólio e também sua rede de pares. À medida que você cresce e continua melhorando suas habilidades, você ganhará confiança e poderá confiar nos outros para lhe dar um feedback positivo e negativo (e confie em mim, você precisa dos dois!) E também incentivá-lo ao longo do caminho.

Uma imagem favorita …

Foi difícil escolher uma foto como favorita (como escolher seu filme ou música favorita). Olhando através do meu portfólio, foi essa primeira imagem que tirei que realmente se destacou de tudo o que havia levado até esse ponto. Isso me inspirou a experimentar coisas novas. Eu estava aprendendo e experimentando a luz natural interna e tentando obter a luz perfeita sem que o sujeito olhasse diretamente para a câmera. Carreguei a imagem e lembro-me de me sentir mais do que animada, poderia produzir uma imagem como esta, na minha opinião, tem uma sutil sensação de ficção científica … e parece robótica. Essa imagem também foi uma das primeiras que tirei de Gracie e sabia que seria a primeira de muitas imagens bonitas. 50 mm, f / 3, 1/50, I ASI 200, editado em PSE.

-Tracy

Ligações

  • Photo.net de Tracy “página de membro”
  • Galeria de fotos do Tracey



Source link

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar